Um ano vivendo no Canadá: 6 coisas que eu gosto em Vancouver

Dá para acreditar que hoje faz um ano que eu me mudei para Vancouver? O tempo passou tão rápido e TANTA coisa aconteceu, que às vezes, parece que eu moro aqui há mais tempo. Se for considerar o tempo que morei aqui para estudar inglês em 2012, já são 1 ano e cinco meses vivendo em Vancouver, o que não é pra todo mundo.

Por conta disso, nesse post eu vou falar sobre as coisas que eu mais gosto em Vancouver,

O que eu gosto em Vancouver?

  • Liberdade: se tem uma coisa que eu amo nessa cidade é a liberdade que as pessoas têm de serem quem elas realmente são. Ninguém liga se você tem cabelo rosa ou verde claro, se as suas roupas em nada têm a ver com a moda do momento.Basicamente, se você quiser andar na rua de pijama, ninguém vai te encarar, fazer piada ou rir pelas suas costas. Cada um faz o que quiser; a única regra é respeitar o espaço do outro.
  • Segurança: nada melhor do que andar nas ruas a qualquer hora e ter a certeza de que nada vai te acontecer. Eu perdi o medo que eu sentia de sair na rua a qualquer horário igual era no Brasil.Obviamente, isso não quer dizer que eventos ruins não aconteçam na cidade, mas é algo que não passa pela minha cabeça e nem me impede de ficar tranquila toda vez que pego um ônibus tarde da noite para ir pra casa.
  • A cidade: Vancouver é linda demais. Eu não me canso de andar pelas ruas e ficar pensando: olha que árvore bonita! que jardim bem cuidado! que casa maravilhosa!
    Passar pelo centro da cidade e olhar para as arquiteturas dos prédios, que de um lado são tão modernos, mas que do outro tem tons de antiguidade. E as montanhas ao redor da cidade? Em meia hora você está na praia, encarando o mar, ou pode estar a caminho do topo de uma montanha que vai te proporcionar uma paisagem perfeita.Não importa se é primavera, verão, outono ou inverno, Vancouver é uma cidade linda.
  • Patriotismo: Os canadenses são muito patriotas. São o tipo de gente que prefere consumir um produto local a um importado só para que uma empresa canadense lucre mais com isso. São pessoas que gostam de exaltar tudo que é “proudly Canadian” (orgulhosamente canadenses) e eu acho isso muito legal.
  • Facilidade de ganhar dinheiro: Vancouver é uma cidade bizarramente cara para se viver, isso é fato. Porém, as oportunidades são inúmeras para quem quer arregaçar as mangas. Trabalhar em hotéis, com construção, limpeza, como garçom ou bartender são opções bem lucrativas. ]Eu sei que todo mundo que está querendo vir para Vancouver quer um trabalho de escritório, na sua área de atuação. Entretanto, esse dia muito provavelmente vai demorar muito para chegar.Diferentemente do Brasil, aqui essas profissões mencionadas acima são valorizadas e não é vergonha nenhuma trabalhar com alguma dessas coisas enquanto a oportunidade real não chega.
  • Engajamento com a comunidade: é muito difícil encontrar pessoas nascidas e criadas aqui que não tenha feito ou não faça alguma atividade voluntária. As pessoas dão importância enorme para dedicar parte de seus tempo livres para alguma causa.Confesso que ainda não consegui me engajar em nada, porque com a faculdade e trabalhando no período livre realmente não dá para fazer mais nada. Agora que não tenho mais aula, com certeza vou procurar alguma atividade voluntária.

 

Reflexão sobre meu primeiro ano

Apesar de ter motivos de sobra para admirar a cidade e agradecer por estar num lugar que me proporciona uma qualidade de vida diferenciada, eu ainda não me sinto totalmente adaptada à vida em Vancouver. Tem muitas coisas que eu não gosto e que agora estão mais evidentes após um ano morando aqui (o meu próximo post será sobre isso).

Eu considero que até o meu nono mês aqui eu estava me sentindo muito feliz e contente, sem muitos motivos para reclamar de nada, mas depois as coisas foram se complicando e a montanha russa foi ladeira abaixo. Aos poucos voltou a melhorar com a minha família vindo me visitar por algumas semanas e agora espero manter a mesma estabilidade até o fim do ano, quando voltarei ao Brasil por algumas semanas.

Mas, como muitas pessoas me disseram quando eu tinha acabado de chegar, “se você sobreviver um ano em Vancouver, você consegue ficar aqui mais tempo… o difícil é aguentar um ano“. O primeiro ano eu sobrevivi com altos e baixos, tropeços e decepções, e precisei de muita força mental parar seguir em frente.

Espero que o meu segundo ano aqui seja bem melhor. 🙂

 

Anúncios

2 comentários sobre “Um ano vivendo no Canadá: 6 coisas que eu gosto em Vancouver

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s