Como funciona o eTA Canadá-Brasil? Relatos da minha família que foi barrada com o documento

Desde maio deste ano, todo brasileiro que tem visto de turismo americano e queira visitar o Canadá não precisa mais ter obrigatoriamente o visto de turismo canadense.

Agora, quem tem a intenção de passear (e não estudar ou trabalhar) em solos canadenses apenas precisa entrar no site da imigração canadense, preencher um formulário simples para obter o eTA (Eletronic Travel Authorization ou Autorização Eletrônica para Viajar, em português) e, em apenas alguns minutos, você já saberá por e-mail se a sua aplicação foi aprovada ou não.

Caso a resposta seja positiva, automaticamente o eTA será linkado ao seu passaporte e ficará registrado no si stema da imigração canadense. Sem assim, não há necessidade de anexar nenhum documento ou receber algum tipo de carimbo no seu passaporte.

Porém, de acordo com o site da imigração, o eTA só pode ser usado por pessoas que vão chegar ao Canadá por via área. 

Qual é o grande benefício do eTA?

  • O Eletronic Travel Authorization custa apenas $7 dólares canadenses, valor muito mais baixo comparado com o preço a ser pago para adquirir o visto normal, e deve ser pago logo após preenchimento do formulário online.
  • Você recebe a resposta se o visto foi aceito ou negado quase que imediatamente. Ou seja, não precisa enviar seu passaporte pelo correio e correr o risco de perdê-lo.

Minha família foi impedida de viajar para o Canadá mesmo tendo o eTA

Na última quinta-feira, dia 20 de julho, meus pais estavam no Aeroporto de Confins (Belo Horizonte, MG) prontos para embarcarem para o Canadá para me visitar. O voo seria de BH até Guarulhos pela Gol, e de Guarulhos-Toronto-Vancouver pela Air Canadá. Porém, na hora de fazer o check in na GOL, os meus pais foram impedidos de entrar no avião por não portarem nenhum documento físico que comprovava que eles tinham o eTA, sendo que no site da imigração está escrito claramente que não há a necessidade de portar tal documento em mãos.

Para piorar, a única pessoa que poderia ter acesso ao eTA dos meus pais era o meu irmão, que já estava aqui no Canadá e, no dia, fazia hiking em Deep Cove e não tinha como entrar em contato com ele.

Meus pais, desesperados, me ligaram, sendo que eu estava no meu trabalho. Tentei adivinhar a senha do email do meu irmão (claro que não deu certo) e até cheguei a ligar no Deep Cove para perguntar se eles tinham um sistema de alto falante para tentar entrar em contato com o meu irmão (é claro que eles não têm). Nesse meio tempo, a namorada do meu irmão foi correndo na nossa casa para ligar o computador e ver se conseguia entrar direto no e-mail do meu irmão sem precisar de senha. Apesar dela ter conseguido, ela não conseguiu encontrar o bendito e-mail sobre o eTA.

O tempo tinha passado, meus pais já tinham perdido o voo pra Guarulhos e a GOL falou que poderiam colocar eles no próximo voo se conseguissem o documento. Tivemos a ideia de fazer de novo o eTA, já que a resposta se o documento foi aprovado ou não é praticamente imediata. Como meus pais não falam inglês, eu que tive que entrar no site e conversar com eles pelo telefone para preencher os dados.

Depois de tudo pronto e com novos eTAs, o gerente da GOL falou que passar o código do eTA não era suficiente e que meus pais teriam que IMPRIMIR o e-mail ou mandar pro e-mail dele. Graças a essa palhaçada, meus pais perderam o último voo da GOL e, para piorar, nenhuma outra companhia aérea tinha passagens vagas para voos em direção a Guarulhos.

Os meus pais já tinham desistido e estavam prontos pra voltar pra casa já que o número de telefone de suporte ao cliente da Air Canada não estava funcionando, até que meu irmão viu na internet uma opção de voo para Vancouver pela American Airlines (BH-Miami-Phoenix-Vancouver) que decolaria ainda naquela noite e convenceu meus pais a comprarem a passagem.

Chegando no guichê da American Airlines, o staff da companhia falou que a conduta da GOL foi totalmente equivocada e que, realmente, não tinha necessidade de ter o eTA em mãos e que só o passaporte seria suficiente. Detalhe: a empresa que é americana sabe mais do que a GOL, que é parceira da Air Canada.

No final da história, após esse caso de tamanha incompetência, falta de comunicação, treinamento, conhecimento e preparo, que causou um estresse GIGANTESCO, meus pais chegaram em Vancouver. Vale citar que no mesmo dia o meu primo também estava vindo para o Canadá sem ter o eTA em mãos por outra cidade/companhia aérea, e não teve nenhum problema.

E antes que perguntem: sim, nós vamos processar a GOL.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s