Caso José Mayer – precisamos falar de assédio sexual no Canadá

Tenho acompanhado atentamente a repercussão em volta do caso José Mayer, consagrado ator da Globo, que assediou sexualmente uma figurinista em pleno local de trabalho, e achei que esse seria um ótimo tema para falar no blog e dar um ponto de vista de como esse tipo de situação seria vista no Canadá.

Antes de mais nada, fiquei feliz em ver várias atrizes globais se mobilizando, botando a boca no trombone, e iniciarem a campanha “mexeu com uma mexeu com todas” porque já passou da hora de nós mulheres pararmos de nos jogarmos contra as outras e de nos unir e mostrar que esse tipo de situação não tem vez em pleno 2017.

O Canadá, como a esse ponto vocês já devem saber, é um país que preza muito pela igualdade de gênero e pelos direito humanos. Apesar de nenhum lugar ser perfeito, afinal onde há humanos sempre haverá gente da pior espécie, é fato de que aqui as pessoas, principalmente a mulher, consegue viver em paz e em segurança.

Sempre é impressionante andar nas ruas e perceber que ninguém olha para ninguém. Aqui não existe o “fiu fiu”, ninguém vai se aproximar para fazer um comentário de baixo calão ou vai te encarar enquanto você passa. A única vez que presenciei algo do tipo foi quando, em pleno auge do inverno, vi uma mulher na rua só de saia e todo mundo parou para olhar.  Na mesma hora, fiz questão de observar os olhares masculinos e, para a minha surpresa, não vi absolutamente ninguém com aquela cara de que está vendo um prato de comida com muita fome, se é que me entendem.

Se no Brasil quando passava perto de obras eu já ficava esperando um comentário inapropriado vindo de pedreiros e outros trabalhadores de construção, aqui esse medo não existe. Pelo contrário, é muito provável que pelo menos uma pessoa trabalhando na obra te deseje um bom dia ou peça desculpas pela inconveniência.

O nível de respeito é tão grande que até em um ambiente como um bar, pub ou balada, que são lugares que você meio que espera trocar olhares com alguém interessante, nada acontece.

O que é muito importante saber sobre o Canadá, principalmente se você for homem, é que aqui tanto atitude parecidas com o que o José Mayer teve ou como o simples fato de incomodar uma mulher, seja segurando a mão dela ou colocar a mão no ombro ou fazer algo que não seja necessariamente sexo forçado, é considerado estupro. Então, tenha muito cuidado e não toque em ninguém sem que tenha recebido consentimento. Esse aviso é especialmente importante para nós brasileiros, que temos a mania de “tocar” nas pessoas enquanto conversamos ou ficamos fisicamente muito próximos da pessoa com quem estamos interagindo. So, keep your distance! (mantenha distância).

Esse assunto é tratado de forma tão rigorosa que, por exemplo, se você por acaso tiver num parquinho ou em qualquer outro lugar e ver uma criança levando um tombo e caindo, o melhor a ser feito é não fazer nada e esperar que os pais ou responsável tomem uma atitude para ajudar a criança. Parece absurdo, eu sei, mas essa é a melhor maneira de evitar problemas e até queixas na polícia. 

Não só o estupro, mas o termo harrassment (assédio) é algo levado muito a sério por aqui. Para a lei canadense, “assédio é uma forma de discriminação que envolve comportamento físico ou verbal indesejado que te ofenda ou humilha”. Esse tema é algo frequentemente debatido e ensinado nas escolas, universidade e local de trabalho, sendo muito comum, inclusive, antes de qualquer pessoa começar a trabalhar aqui, receber um manual de conduta e até assistir vídeos educacionais para não dizer que não foi avisado.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s