Onde vou morar em Vancouver nos primeiros meses

IMG_0152

Queridos leitores,

Fiquei um tempinho sem postar porque a minha vida estava um verdadeiro caos nas últimas semanas. Escrevo agora a dois dias da minha ida ao Canadá. Como prometido, nesse post quero compartilhar um pouco sobre as minhas escolhas de moradia em Vancouver.

Como vocês devem ter acompanhado, eu morei em Vancouver em 2012 para estudar inglês e, assim como a grande maioria dos estudantes, fiquei em uma casa de família, ou homestay, de origem Filipina. Desde que voltei ao Brasil, mantive contato com a mesma família, principalmente com a minha hostmother, então foi muito natural eu contar pra ela das minhas intenções de voltar a Vancouver.

Por conta disso, vou ficar os primeiros dias morando na minha antiga homestay. Inclusive, são eles que vão me buscar no aeroporto às 23h (pelo horário dá pra ver que eles gostam mesmo de mim, hahaha). Eu até gostaria de ficar mais tempo com eles, mas o problema é que a casa fica muito longe da minha faculdade e eu gastaria quase uma hora e meia pra deslocar, o que está fora de cogitação para mim. De qualquer forma, desde o início falei com a Gilda que a minha estadia seria temporária até eu encontrar um apartamento para dividir com outras pessoas ou algo do tipo.

Como julho/agosto/setembro fazem parte da alta temporada canadense e é muito difícil encontrar quarto disponível ou outro local para morar por conta da quantidade de estudantes internacionais que chegam à cidade, decidi garantir o meu lugar em outra homestay que ficar em North Vancouver, a dez minutos de ónibus da universidade.

Não estava nos planos morar em outra homestay, mas cheguei a conclusão de que seria a melhor opção para mim, principalmente nos primeiros meses de readaptação, sem falar no fato de que o frio e a chuva estão chegando. Decidi que era melhor não ter que preocupar em fazer compras no supermercado ou ter que limpar a casa nesse primeiro momento, então estou preferindo pagar um pouco mais caro para ter conforto e praticidade. Em breve, faço um posts sobre as impressões dessa nova família.

Outro motivo para explicar a minha escolha é que, agora, posso focar em conhecer pessoas, fazer amizades e tentar achar um apartamento pra dividir com elas ao invés de aceitar qualquer negócio e morar com “estranhos”. Nunca tive essa experiência (tirando a homestay), mas a tal da convivência é extremamente complexa, então nada melhor do que escolher com calma com quem morar para ter chances maiores de dar certo. 

A Roberta, uma carioca que eu conheci pessoalmente no Brasil e que também vai fazer o mesmo curso que eu, também vai morar no mesmo local que eu, o que eu acho que tem tudo para ser ótimo e a gente vai se ajudar muito nesse primeiro momento. 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s